Publicidade
|
Paraíba

Governo diz que número de homicídios caiu 12% em 2016 na Paraíba
11.01.2017 enviado às 23:58
Texto:
Dados foram apresentados em reunião de monitoramento (Imagem: Portal Correio)
JOÃO PESSOA (PB) - Segundo o governo do Estado, a Paraíba fechou 2016 com uma redução de 12% dos assassinatos registrados em relação ao ano anterior. De acordo com a Secretaria da Segurança e Defesa Social (Seds), essa é a maior queda nos registros desde 2011. Os dados foram apresentados nesta terça-feira (10), na reunião de monitoramento com os gestores da segurança pública, realizada no Palácio da Redenção, com a presença do governador Ricardo Coutinho.
 
De acordo com o levantamento, durante 12 meses foram contabilizados 1.322 casos de crimes violentos letais intencionais - CVLI (homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte), enquanto que em 2015 foram registradas 1.502 ocorrências do tipo.
 
Os números
 
De acordo com o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Seds, a redução de assassinatos em números absolutos reflete na diminuição da taxa de CVLI. O número caiu de 44,3 assassinatos por 100 mil habitantes em 2011 para 33,1 homicídios por 100 mil habitantes em 2016, o que representa uma queda global de 25,4% entre esses anos. 
 
Ainda segundo o Nace, o Anuário Brasileiro de Segurança Pública mostra que a Paraíba foi o único estado da federação a registrar cinco anos consecutivos de redução de homicídios. Também tiveram redução as tentativas de homicídio, que foram de 1.416 casos para 1.287 (-9,1%), e os latrocínios, que apresentaram uma queda de 31% (48 para 33 casos). 
 
Além da redução em todo o estado, das 21 Áreas Integradas de Segurança Pública previstas na Lei 111/2012 (Lei da Compatibilização de Áreas), 12 tiveram queda no número assassinatos registrados no comparativo 2015/2016: João Pessoa Zona Norte (-67 casos) e João Pessoa Zona Sul (-52 casos), Patos (-34 casos), Alhandra (-16 casos), Bayeux (-16 casos), Mamanguape (-15 casos), Santa Rita (-13 casos), Campina Grande (-13 casos), Monteiro (-9 casos), Itabaiana (-8 casos), Sousa (-3 casos) e Itaporanga (-3 casos). A Aisp de Guarabira registrou empate no comparativo anual de assassinatos.
 
Redução de mortes de mulheres
 
Em 2016 houve redução de 14,2% no registro de assassinatos com vítimas do sexo feminino. No ano de 2015 foram contabilizados 113 casos e no ano passado 97. De acordo com a Secretaria da Segurança e da Defesa Social, os homicídios de mulheres alcançam uma redução global de 34% desde 2011, quando foram computados 146 crimes desse tipo, com a taxa saindo de 7,47 homicídios por 100 mil habitantes para 4,71.
 
Armas e drogas apreendidas
 
Os números apresentados pela Segurança Pública mostram que somente em 2016 foram apreendidas 3.477 armas de fogo, sendo 1.227 revólveres, 681 pistolas e 1.350 espingardas, entre outros armamentos. Já o crescimento global na gestão foi de 60%, com 2.179 retiradas de circulação em 2011 e um total de 18 mil armas apreendidas desde o início da gestão.
 
Já em relação aos entorpecentes, as forças de segurança apreenderam um total de 1,2 tonelada de drogas no ano passado, sendo 1 tonelada e 117,8 quilos de maconha, 85 quilos de crack e 36,8 quilos de cocaína. Em seis anos, as ações de enfrentamento ao tráfico de drogas realizadas pela polícia paraibana resultaram na retirada de 10,1 toneladas de entorpecentes das ruas.
 
Da Secom-PB com Portal Correio
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Deputado do PSDB tem carteira de habilitação suspensa após ser flagrado na Lei Seca

»Juiz paraibano cria aplicativo que facilita acesso a fóruns

»Ricardo inaugura estrada que tira 50ª cidade do isolamento asfáltico

»Após negar, governador admite privatizar a Cagepa e culpa funcionários com “elevados salários”

»PRE-PB vai investigar possível irregularidade durante ato com Lula e Dilma em Monteiro

»Deputada pede que órgãos investiguem quem pagou ônibus, palco, som e restaurante da visita de Lula a PB

»Camila visita DPPB e relata falta de defensores públicos em comarcas

»Raniery solicita sessão especial com vice-governadora da Paraíba

»VÍDEO: Lula convida o povo para 'inaugurar' Transposição na PB

»Sargento da polícia é agredido à pauladas e tem arma roubada por quatro homens em Santa Rita

 
 
 
Editorial do dia

A partida de Marcelo, o “dom” da serenidade

Um engasgo na hora do jantar matou ontem à noite o arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Cavalheira, de 88 anos, aquele em quem nunca faltaram palavras para pregar o amor, a paz e a tolerância entre os homens.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas