Publicidade
|
Mundo

Angelina Jolie e Brad Pitt fazem acordo de sigilo e divulgam comunicado em conjunto
10.01.2017 enviado às 12:57
Texto:
CALIFÓRNIA (EUA) - Angelina Jolie e Brad Pitt chegaram a um acordo para que os detalhes de seu divórcio sejam mantidos em sigilo e divulgaram um comunicado em conjunto no qual dizem estar unidos pela recuperação da família. 
 
Na declaração, divulgada na noite de segunda-feira (9) pela agência Associated Press, os atores anunciaram que as decisões referentes ao processo de divórcio e à guarda dos filhos do ex-casal serão tomadas por um juiz particular -- o que é permitido na Califórnia e em outros estados norte-americanos. 
 
"As partes e seus advogados assinaram um acordo para preservar os direitos à privacidade de seus filhos e sua família, mantendo todos os documentos da Justiça confidenciais e contratando um juiz particular para tomar qualquer decisão legal e facilitar uma resolução rápida de qualquer assunto pendente", afirmaram. "Os pais estão comprometidos a agir como uma frente unida em prol da recuperação e da reunificação da família”. 
 
O comunicado vem um mês após um juiz ter negado a Pitt uma audiência de emergência na qual ele buscou o sigilo de todos os documentos do divórcio. O ator acusou a ex-mulher de comprometer a privacidade dos filhos e alegou que Jolie mostra pouco interesse pelo bem-estar das crianças e que os representantes da atriz tentam manchar a imagem do pai junto a elas. 
 
No início de janeiro, Jolie concordou com o sigilo, mas entregou à Justiça documentos com fortes críticas a Pitt, afirmando que o ator "tem medo de que o público descubra a verdade" sobre ele. 
 
Separação
 
Após mais de dez anos juntos, Angelina Jolie pediu o divórcio de Brad Pitt em setembro. A decisão veio após um incidente no mesmo mês, quando o ator teria sido agressivo com o filho mais velho, Maddox, de 15 anos.
 
Por conta do incidente, ocorrido em um voo da França para Los Angeles, o ator chegou a ser investigado pelo FBI e pelo Departamento de Crianças e Serviços Familiares, mas foi inocentado. 
 
Na Justiça, Jolie pede a guarda dos seis filhos do casal: Maddox, Pax, 12, Zahara, 11, Shiloh, 10, e os gêmeos Knox Leon e Vivienne Marcheline, 8. Pitt, neste caso, apenas teria direito a visitas. O ator, porém, já afirmou à Justiça que pretende ter a guarda compartilhada. 
 
Jolie e Pitt se conheceram no set de filmagens de "Sr. e Sra. Smith", em 2004. Eles oficializaram a união em 2014, com uma cerimônia na França, onde mantinham uma propriedade. 
 
Do Uol
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Imigrantes com antecedentes criminais serão prioridade nas deportações nos EUA

»A família que viveu isolada na Sibéria por 42 anos sem saber da 2ª Guerra Mundial e da viagem à Lua

»Incêndio em ônibus de estudantes mata pelo menos 16 nos arredores de Verona, na Itália

»François Hollande critica protecionismo econômico defendido por Trump

»Trump assume presidência e diz que carnificina americana tem fim

»Homem é preso em Miami por ameaçar presidente Donald Trump de morte no Twitter

»Trump é informado que Rússia tem relatório comprometedor dele, mas Kremlin nega

»Papa Francisco denuncia 'loucura homicida' do terrorismo jihadista

»Caminhão atropela pedestres e deixa 4 mortos em Israel

»Morre ex-presidente de Portugal Mario Soares, aos 92 anos

 
 
 
Editorial do dia

O atropelamento do agente de trânsito

Em João Pessoa, Capital do Estado da Paraiba, não se fala em outra coisa senão no inaceitável atropelamento seguido de morte do Agente de Trânsito, Diogo Nascimento, pelo executivo Rodolpho Carlos, na madrugada de sábado passado, ao fugir de uma Blitz.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Santos
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Profº Jorge Lucena
Programa a Visão do Brasil
Mais Lidas