Publicidade
|
Paraíba

Chuvas atingem mais de 30 municípios e aumentam volume de apenas um açude; Veja vídeo
10.01.2017 enviado às 12:00
Texto:
Chuvas atingem Sertão e Cariri paraibano (Imagem: Da Net)
CAJAZEIRAS (PB) - Entre a segunda (9) e esta terça (10) choveu em 33 cidades da Paraíba, segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa). Teixeira, no Sertão do estado, a 320 km de João Pessoa, foi o município com maior precipitação, onde houve 119 milímetros (mm), em um dia, um índice alto.
 
Os dados da Aesa apontam ainda que outras cidades do Sertão paraibano tiveram significativos registros de chuvas entre a segunda (9) e terça (10) como São José de Piranhas (100,2 mm), Patos ( 82,5 mm) Cajazeiras (78 mm) e Serra Grande (72 mm). Houve registro também em cidades do Cariri como Monteiro (22 mm), Ouro Velho (31 mm) e Prata (19,9 mm).
 
Apesar da expectativa para que a cidade de Boqueirão recebesse água, por conta de chuvas em Monteiro, o município onde fica o açude que abastece Campina Grande permanece em situação crítica e não recebeu recarga. Conforme dados da Aesa, Boqueirão caiu de 5% para 4,6% entre dezembro do ano passado e esta terça (10).
 
Segundo a Aesa, há previsão de chuvas com nebulosidade variável para a faixa litorânea, nesta quarta-feira (11), assim como para as regiões do Brejo e Agreste. Para as demais regiões do Estado (Alto Sertão, Sertão e Cariri-Curimataú), a previsão também é de chuvas isoladas com nebulosidade variável.
 
Patos
 
Em Patos, segundo o subtenente Aldeman, do Corpo de Bombeiros, houve destruição de imóveis, queda de três árvores e alagamentos de residências. Uma loja de veículos no bairro Jatobá e um depósito de uma usina antiga no Centro da cidade sofreram queda de paredes e tetos. Ninguém se feriu e os danos, apenas materiais, não foram contabilizados. A Defesa Civil do município foi acionada para atuar nas áreas de risco. “Choveu por cerca de 30 minutos apenas, mas a chuva foi forte e acompanhada de ventania”, contou o subtenente.
 
Monteiro
 
Em Monteiro, de acordo com a Polícia Militar local, nenhuma ocorrência relacionada à chuva foi registrada. A cidade registrou baixo índice de chuvas, com apenas 19 mm.
 
Açudes
 
A Aesa ainda não atualizou todos os dados referentes ao volume de açudes depois das chuvas na Paraíba. Conforme último levantamento da Agência, 28 reservatórios estão com capacidade armazenada superior a 20%; 27 estão em observação, com menos de 20% do volume total; e 72 encontram-se em situação crítica, com menos de 5%.
 
VEJA VÍDEO:
 
 
Do Portal Correio
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Escola Unidos do Roger é a grande campeã do Carnaval Tradição de JP

»OAB-PB: prefeituras podem continuar contratando advogado sem licitação

»Água do São Francisco está a 53 km de Monteiro e depois vai para CG

»Áudio mostra Márcia Lucena negociado cargos com vereadores do Conde; prefeita fala em “cuidado”

»MINISTRO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL MANDA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA REALIZAR NOVAS ELEIÇÕES

»PRIVATIZAÇÃO! Oposição na AL quer saber situação financeira da Cagepa

»Secretário desmente especulação sobre terceirização da Cagepa

»GOVERNADOR INICIA PRIVATIZAÇÃO DA CAGEPA E ESPERA APURAR R$ 1 BILHÃO, DIZ O GLOBO

»Gervásio recebe comitiva do MP e ressalta diálogo entre instituições

»INATIVOS DA PM DENUNCIAM: "NUNCA FOMOS TÃO MASSACRADOS E HUMILHADOS QUANTO PELO GOVERNADOR DA PB"

 
 
 
Editorial do dia

Saída de Padilha resolve problema do governo

Osmar Serraglio não foi uma má escolha para o ministério da Justiça. O presidente Temer teve que se render ao PMDB e escolheu uma pessoa que não é marcada pela cumplicidade e por isso mesmo não agradou a uma ala do partido.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas