Publicidade
|
Mundo

Papa Francisco denuncia 'loucura homicida' do terrorismo jihadista
09.01.2017 enviado às 13:15
Texto:
Papa Francisco fala durante audiência com diplomatas nesta segunda-feira (9) (Imagem: Alberto Pizzoli/Pool Photo via AP)
ROMA (ITÁLIA) - O Papa Francisco denunciou nesta segunda-feira (9) em sua saudação ao corpo diplomático a "loucura homicida" do terrorismo jihadista, pedindo novamente a todos os líderes religiosos que se "lembrem de que jamais se pode matar em nome de Deus".
 
Evocando, perante os embaixadores estrangeiros na Santa Sé, os muitos países atingidos em 2016 "pelo terrorismo de matriz fundamentalista", o pontífice argentino denunciou o "a loucura homicida que abusa do nome de Deus para semear a morte".
 
"São gestos vis, que usam crianças para matar, como na Nigéria. Eles visam aqueles que oram, como na catedral copta do Cairo, ou simplesmente alguém que anda pelas ruas da cidade, como em Nice e Berlim, ou aquele que comemora a chegada do Ano Novo, como em Istambul", lembrou.
 
"Por isso, apelo a todas as autoridades religiosas a se unirem para lembrar com força que jamais devemos matar em nome de Deus", insistiu.
 
Para o Papa, o "terrorismo fundamentalista é fruto de uma grave pobreza espiritual, que está muitas vezes ligada a uma grande pobreza social" e "pode ser totalmente superada com a contribuição conjunta dos líderes religiosos e políticos".
 
Assim, apelou para que os políticos "garantam no espaço público o direito à liberdade religiosa, reconhecendo a contribuição positiva que ela exerce", enquanto luta através de "políticas sociais adequadas" para "prevenir estas condições que se tornam terreno fértil para o surgimento do fundamentalismo".
 
Do G1
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Papa doa 15 mil euros para agricultor atingido por terremoto

»Trump critica FBI e diz que agência é 'incapaz' de conter vazamentos de informação

»Cientistas descobrem planetas com tamanhos parecidos ao da Terra

»Queda de avião em shopping deixa 5 mortos na Austrália

»EUA deportam primeiros cubanos que chegam de avião após fim de política especial

»Ensaio sobre vida extraterrestre escrito por Winston Churchill é descoberto nos EUA

»O mistério das 25 toneladas de dinheiro venezuelano encontradas no Paraguai

»Advogado de aeroviária boliviana acusada no caso da Chapecoense morre em audiência

»Neonazistas serão julgados por ataques a imigrantes, mulheres e gays na Argentina

»Rússia pode devolver Snowden aos EUA como 'presente' para Trump

 
 
 
Editorial do dia

Estilo Neide de Teotônio

Presume-se não ser apenas pelo sobrenome, mas o estilo de administrar o Poder Legislativo guarabirense da atual presidenta Neide de Teotônio tem sido pautado por mais elogios que críticas veladas, tanto da parte dos servidores da Casa quanto dos parlamentares.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Santos
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas