Publicidade
|
Mundo

Papa Francisco denuncia 'loucura homicida' do terrorismo jihadista
09.01.2017 enviado às 13:15
Texto:
Papa Francisco fala durante audiência com diplomatas nesta segunda-feira (9) (Imagem: Alberto Pizzoli/Pool Photo via AP)
ROMA (ITÁLIA) - O Papa Francisco denunciou nesta segunda-feira (9) em sua saudação ao corpo diplomático a "loucura homicida" do terrorismo jihadista, pedindo novamente a todos os líderes religiosos que se "lembrem de que jamais se pode matar em nome de Deus".
 
Evocando, perante os embaixadores estrangeiros na Santa Sé, os muitos países atingidos em 2016 "pelo terrorismo de matriz fundamentalista", o pontífice argentino denunciou o "a loucura homicida que abusa do nome de Deus para semear a morte".
 
"São gestos vis, que usam crianças para matar, como na Nigéria. Eles visam aqueles que oram, como na catedral copta do Cairo, ou simplesmente alguém que anda pelas ruas da cidade, como em Nice e Berlim, ou aquele que comemora a chegada do Ano Novo, como em Istambul", lembrou.
 
"Por isso, apelo a todas as autoridades religiosas a se unirem para lembrar com força que jamais devemos matar em nome de Deus", insistiu.
 
Para o Papa, o "terrorismo fundamentalista é fruto de uma grave pobreza espiritual, que está muitas vezes ligada a uma grande pobreza social" e "pode ser totalmente superada com a contribuição conjunta dos líderes religiosos e políticos".
 
Assim, apelou para que os políticos "garantam no espaço público o direito à liberdade religiosa, reconhecendo a contribuição positiva que ela exerce", enquanto luta através de "políticas sociais adequadas" para "prevenir estas condições que se tornam terreno fértil para o surgimento do fundamentalismo".
 
Do G1
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Imigrantes com antecedentes criminais serão prioridade nas deportações nos EUA

»A família que viveu isolada na Sibéria por 42 anos sem saber da 2ª Guerra Mundial e da viagem à Lua

»Incêndio em ônibus de estudantes mata pelo menos 16 nos arredores de Verona, na Itália

»François Hollande critica protecionismo econômico defendido por Trump

»Trump assume presidência e diz que carnificina americana tem fim

»Homem é preso em Miami por ameaçar presidente Donald Trump de morte no Twitter

»Trump é informado que Rússia tem relatório comprometedor dele, mas Kremlin nega

»Angelina Jolie e Brad Pitt fazem acordo de sigilo e divulgam comunicado em conjunto

»Caminhão atropela pedestres e deixa 4 mortos em Israel

»Morre ex-presidente de Portugal Mario Soares, aos 92 anos

 
 
 
Editorial do dia

O atropelamento do agente de trânsito

Em João Pessoa, Capital do Estado da Paraiba, não se fala em outra coisa senão no inaceitável atropelamento seguido de morte do Agente de Trânsito, Diogo Nascimento, pelo executivo Rodolpho Carlos, na madrugada de sábado passado, ao fugir de uma Blitz.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Santos
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Profº Jorge Lucena
Programa a Visão do Brasil
Mais Lidas