Publicidade
|
Esporte

Robinho não teme rejeição da torcida do Santos e espera definição do Galo
07.01.2017 enviado às 15:01
Texto:
SÃO PAULO (SP) - Além da dificuldade natural da negociação entre Santos e Atlético-MG pelo atacante Robinho, o Peixe e o próprio camisa 7 ainda tinham outras pendências que extrapolam o atual vínculo para que o jogador volte ao clube em 2017: a dívida que o Peixe tinha com o atacante por conta de sua passagem entre 2014 e 2015 e o receio da própria torcida santista quanto ao seu retorno à Vila.
 
O acerto de Robinho com o Galo gerou revolta nos torcedores, que chegaram até a pichar os muros do CT Rei Pelé como forma de protesto. Além disso, na primeira partida do Rei do Drible como adversário na Vila Belmiro, os santistas vaiaram a cada toque na bola do atacante. Às vésperas do duelo com o Galo, diversas imagens com a foto de Robinho em uma nota de dinheiro circularam nas redes sociais.
 
As duas questões, contudo, foram resolvidas no encontro entre o presidente Modesto Roma Júnior e a advogada do jogador, Marisa Alija. As partes entraram em acordo pelo pagamento da dívida e discutiram também a questão dos torcedores. Robinho e sua representante entendem que torcedor é passional e não colocam as vaias como um obstáculo nas negociações.
 
Agora, Modesto Roma se comprometeu a entrar em contato com Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético-MG, e apresentar uma proposta concreta. Modesto e Marisa Alija até discutiram alguns valores superficialmente, mas entendem que o primeiro passo a ser dado é convencer o Galo, algo que não será fácil.
 
Ao portal Uol, Nepomuceno afirmou que Robinho é "inegociável". Nem isso, contudo, esfriou o interesse do Santos. O presidente santista ainda discutirá a possibilidade de contratar o camisa 7, que tem contrato até dezembro e multa de R$ 100 milhões de reais para clubes brasileiros.
 
A princípio, o Rei do Drible não interferirá nas conversas para nenhum dos lados. Ao mesmo tempo em que está feliz no Atlético-MG e é titular absoluto em Belo Horizonte, o jogador não fecha as portas para o clube que o revelou para o futebol e onde conquistou diversos títulos.
 
Do LanceNet
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Flamengo vence o Bangu e garante vaga na semifinal do Carioca

»Ex-jogador do Botafogo-PB denuncia compra de juízes para favorecer time; assessoria jurídica nega

»RENATO TOSCANO! Vereador pede quadra esportiva para o São José

»Brasileiras da seleção de vôlei ameaçam entrar na Justiça contra ranking da Superliga

»Com dupla de "Diegos", Tite convoca seleção para jogos contra o Uruguai e Paraguai

»PAULISTA 2017! Classificado, Corinthians sofre gol irregular e perde para a Ferroviária

»Vizeu marca no último minuto e dá vitória do Fla contra o Resende

»Ministério da Defesa quer apoio privado para esporte militar

»CRISE EM SÃO JANUÁRIO! Após eliminação na Copa do Brasil, Cristovão não é mais técnico do Vasco

»Desorganizado, time do Vasco da Gama perde para o Vitória da Bahia e está fora da Copa do Brasil

 
 
 
Editorial do dia

Luciano e a linha tênue de 2017 e 2018

Recém-eleito prefeito da maior cidade da Paraíba, já no primeiro turno, Luciano Cartaxo precisará exercitar toda paciência, cautela e bom senso para conviver com as obrigações com João Pessoa (que são muitas) e com os ventos naturais que sopram para uma candidatura ao Governo do Estado.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas