Publicidade
|
Economia

Governo RC institui novo “pedágio” e obriga contribuinte pagar taxa por cada nota fiscal que emitir
05.01.2017 enviado às 15:58
Texto:
JOÃO PESSOA (PB) - No apagar das luzes de 2016, o Governo Ricardo Coutinho protagonizou um verdadeiro festival de gastos sem licitação, especialmente de livros, o que obrigou o Tribunal de Contas do Estado agir, suspendendo as compras “natalinas”. Mas, não ficou apenas na fúria consumista. Também cometeu, dentro outras, uma nova violência contra o contribuinte.
 
Passou praticamente despercebida a Lei 10.801, de 12 de dezembro 2016, em que o governador instituiu uma espécie de pedágio fiscal. A partir de 2017, todos os contribuintes que emitirem nota fiscal terão de pagar uma taxa extra para o Estado, no valor de R$ 0,03 (três centavos). Parece pouco, mas imagine numa escala da emissão de milhares e milhares de notas fiscais.
 
Os recursos provenientes da cobrança desse pedágio, chamado de taxa de utilização de serviços públicos, serão destinados aos créditos orçamentários do FADAT (Fundo de Apoio ao Desenvolvimento da Administração Tributária). Ou seja, estarão sob o controle do governador Ricardo Coutinho. A lei 10.801 foi publicada na edição de 13 de dezembro de 2016, no Diário Oficial do Estado.
 
Do Blog de Helder Moura
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»PB de Prêmios deste domingo tem um HB20 e 2 motos no quarto sorteio

»Cagepa não dá explicações sobre folha de R$ 18 milhões e supersalários de até R$ 59,5 mil

»REI DOS DISCOS! As melhores ofertas em eletroeletrônicos do Brejo

»PB de Prêmios tem uma SW4 no quarto sorteio neste domingo, dia 08

»ALAGOINHA! Jeová se reúne com professores e garante piso da categoria

»Prefeita de Mamanguape declara situação de emergência financeira no município

»Deputados irão acionar justiça contra reajuste de 12,38% na conta de água na PB

»Paraibanos pagarão mais caro pelo uso da água a partir de fevereiro

»Consulta ao valor do IPVA 2017 da Paraíba é liberada na internet; Veja como

»REI DOS DISCOS! Compre aqui o presente para dar no Ano Novo

 
 
 
Editorial do dia

A escolha dos sucessores

O STF não terá que decidir apenas o futuro da Lava Jato, mas nesta semana deve se pronunciar sobre a sucessão na Câmara dos Deputados, onde três candidatos disputam a cobiçada posição de 2° na linha sucessória da Presidência da República. Ao eleger seu novo Presidente, o Senado também estará indicando o 3° nessa ordem, mas sem confronto.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Santos
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Profº Jorge Lucena
Programa a Visão do Brasil
Mais Lidas