Publicidade
|
Política

EXCLUSIVO! Fátima também quer PMDB disputando Governo em 2018
05.01.2017 enviado às 13:28
Texto:
Ex-prefeita de Guarabira, Fátima Paulino (Imagem: Da Net)
GUARABIRA (PB) – A ex-prefeita do município de Guarabira, Fátima Paulino, falando com exclusividade para Fato a Fato, também defende que o seu partido, o PMDB, lance candidatura própria ao Governo do Estado nas eleições de 2018. 
 
Para Fátima, o partido tem excelentes quadros, a exemplo de José Maranhão e Raimundo Lira. “O PMDB é forte. Embora seja cedo, defendemos candidatura própria. Temos dois senadores. Mas vamos aguardar os acontecimentos, pois o País, de uma forma geral, ainda está indefinido”, ressaltou a ex-gestora.
 
Fátima comunga com ideia do filho, o deputado Raniery Paulino em relação ao destino do PMDB para 2018.
 
Com referência ao PMDB da Paraíba, o presidente do partido está, atualmente, aliado ao PSDB e ao PSD para, futuramente, lançar o nome de Luciano Cartaxo ao Governo do Estado.
 
Já o senador Raimundo Lira é aliado do governador Ricardo Coutinho (PSB).
 
Da Redação/Fato a Fato
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Vídeo: posição cobra posição do governo sobre reforma da Previdência

»VÍDEO! Secretário do PT fala de gastos do evento de Lula em Monteiro

»Em pré-campanha presidencial, Alckmin quer visitar a Paraíba

»Governador diz que adversários são capazes até de matar Lula

»VÍDEO! Ricardo diz que quanto mais batem, mais Lula cresce

»Lula inaugura Transposição e diz que se for candidato é para ganhar

»Paulino diz o que defenderá na reunião do PMDB, dia 27 de março

»EXCLUSIVO! Saulo terá cargo na JPMDB da PB e Maria Thereza é confirmada na Presidência em GBA

»EXCLUSIVO! Vereador vai assumir comando da Juventude do PMDB da cidade de Guarabira

»Projeto de Camila isenta atletas de taxa de inscrição em concursos

 
 
 
Editorial do dia

Luciano e a linha tênue de 2017 e 2018

Recém-eleito prefeito da maior cidade da Paraíba, já no primeiro turno, Luciano Cartaxo precisará exercitar toda paciência, cautela e bom senso para conviver com as obrigações com João Pessoa (que são muitas) e com os ventos naturais que sopram para uma candidatura ao Governo do Estado.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas