Publicidade
|
Paraíba

PB registrou 105 ataques a bancos em 2016, 20% a menos que em 2015
03.01.2017 enviado às 22:22
Texto:
JOÃO PESSOA (PB) - De acordo com levantamento do Sindicato dos Bancários da Paraíba, as agências bancárias do estado foram alvo de 105 ataques criminosos em 2016. O número é 20% menor que o registrado em 2015, quando ocorreram 132 ataques. Mais da metade dos casos, 64 ao todo, foram explosões, seguidas de 31 arrombamentos.
 
O sindicato aponta que a cidade com maior concentração de ocorrências foi João Pessoa, onde aconteceram 23,1% dos casos – 22 registros, sendo seis deles em agências na Avenida Epitácio Pessoa, um dos principais corredores da cidade. Além disso, foram 14 arrombamentos e quatro ocorrências por explosões, três por assalto e um crime de abordagem fora do ambiente bancário (“saidinha” de banco).
 
Já em Campina Grande, que tem a segunda maior concentração populacional da Paraíba, os incidentes com agências bancárias foram em menor número e com perfil de atuação diferente por parte dos criminosos. Sete casos foram registrados, mas cinco deles foram por conta de explosões em caixas bancários e o principal alvo dos bandidos foi o Aeroporto João Suassuna, que registrou duas ocorrências, em que três caixas eletrônicos foram explodidos.
 
Os registros de explosões a caixas eletrônicos lideram as ocorrências em todo o estado. Ao todo foram 64 casos, o que corresponde a 67,2% dos crimes praticados contra agências bancárias. Logo em seguida vieram as ocorrências por conta de arrombamentos, com 31 casos (32,5%).
 
Do Portal Correio
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Escola Unidos do Roger é a grande campeã do Carnaval Tradição de JP

»OAB-PB: prefeituras podem continuar contratando advogado sem licitação

»Água do São Francisco está a 53 km de Monteiro e depois vai para CG

»Áudio mostra Márcia Lucena negociado cargos com vereadores do Conde; prefeita fala em “cuidado”

»MINISTRO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL MANDA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA REALIZAR NOVAS ELEIÇÕES

»PRIVATIZAÇÃO! Oposição na AL quer saber situação financeira da Cagepa

»Secretário desmente especulação sobre terceirização da Cagepa

»GOVERNADOR INICIA PRIVATIZAÇÃO DA CAGEPA E ESPERA APURAR R$ 1 BILHÃO, DIZ O GLOBO

»Gervásio recebe comitiva do MP e ressalta diálogo entre instituições

»INATIVOS DA PM DENUNCIAM: "NUNCA FOMOS TÃO MASSACRADOS E HUMILHADOS QUANTO PELO GOVERNADOR DA PB"

 
 
 
Editorial do dia

Saída de Padilha resolve problema do governo

Osmar Serraglio não foi uma má escolha para o ministério da Justiça. O presidente Temer teve que se render ao PMDB e escolheu uma pessoa que não é marcada pela cumplicidade e por isso mesmo não agradou a uma ala do partido.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas