Publicidade
|
Mundo

Colisão entre 2 veículos deixa ao menos 25 mortos em estrada da Tailândia
02.01.2017 enviado às 19:21
Texto:
BANGUECOQUE (TAILÂNDIA) - Pelo menos 25 pessoas morreram, entre elas uma criança de três anos, e outras duas sobreviveram em uma colisão nesta segunda-feira (2) entre uma caminhonete e um veículo 4x4 em uma estrada da província de Chon Buri, na Tailândia.
 
Os sobreviventes, um de cada veículo, se encontram internados no hospital Ban Bueng de Chon Buri.
 
A caminhonete procedia de Bangcoc e levava 15 pessoas, enquanto o 4x4 transportava 12 pessoas, informou a polícia tailandesa em seu perfil no Facebook.
 
Ambos os veículos circulavam em sentidos opostos pela estrada 344 quando aconteceu a colisão.
 
As autoridades estão investigando a possibilidade de um dos motoristas ter perdido o controle e provocado o acidente que deixou os dois veículos em chamas.
 
A Tailândia é um dos países do mundo com maior número de mortes no trânsito, com uma proporção do 36,2 mortes para cada 100 mil habitantes, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).
 
Do G1
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»VÍDEO! Bebê macaco chora sobre corpo da mãe atropelada e morta

»Apaixonados, mãe e filho são condenados por incesto no Estado do Novo México nos EUA

»FBI investiga eventual interferência da Rússia na campanha presidencial dos EUA

»Imprensa internacional repercute operação Carne Fraca no Brasil

»Explosão de carta-bomba no Escritório do FMI em Paris deixa 1 ferido

»Sexta mulher é atacada com ácido em Berlim, na Alemanha

»TRAGÉDIA! Sobe para 50 o número de pessoas de mortas em deslizamento de lixo na Etiópia

»Motorista de ônibus atropela e mata 34 e foge de acidente no Haiti

»Mulher corta pênis do marido após recusa de sexo

»Protestos após destituição de presidente sul-coreana deixam dois mortos

 
 
 
Editorial do dia

Luciano e a linha tênue de 2017 e 2018

Recém-eleito prefeito da maior cidade da Paraíba, já no primeiro turno, Luciano Cartaxo precisará exercitar toda paciência, cautela e bom senso para conviver com as obrigações com João Pessoa (que são muitas) e com os ventos naturais que sopram para uma candidatura ao Governo do Estado.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas