Publicidade
|
Economia

Temer assina decreto que reajusta salário mínimo para R$ 937 em 2017
30.12.2016 enviado às 23:02
Texto:
BRASÍLIA (DF) - O presidente Michel Temer assinou nesta quinta-feira (29) um decreto que reajusta o salário mínimo dos atuais R$ 880 para R$ 937 (aumento equivalente a 6,47%) a partir de 1º janeiro de 2017, informou a assessoria da Casa Civil.
 
O novo salário mínimo, R$ 57 maior do que o atual, deve ser publicado na edição desta sexta (30) do "Diário Oficial da União".
 
O valor estipulado no decreto presidencial assinado nesta quinta é R$ 8,8 menor do que os R$ 945,8 que haviam sido propostos em agosto pelo governo federal.
 
Inclusive, no dia 15, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento de 2017 prevendo o reajuste do salário mínimo para R$ 945,8.
Ao justificar por meio de nota o fato de o reajuste ter sido menor do que as previsões iniciais, o Ministério do Planejamento disse que apenas aplicou as regras previstas na legislação.
 
O comunicado ressalta que a estimativa para o INPC em 2016, calculada pelo Ministério da Fazenda, é de 6,74%. Ou seja, menor do que a previsão de 7,5% estimada em outubro, quando o projeto de Orçamento do ano que vem foi enviado ao Congresso.
 
Porém, o índice de inflação é 0,27 pontos percentuais maior do que o que vai ser aplicado ao salário mínimo de 2017.
 
Segundo o Ministério do Planejamento, a diferença a menos – que corresponderia a R$ 2,29 – se deu porque a legislação permite que, na hipótese de ocorrer diferenças entre as projeções dos índices utilizados para calcular o aumento e o que foi efetivamente anunciado, seja feita uma compensação no reajuste seguinte.
 
A pasta afirma que essa situação ocorreu no cálculo do salário mínimo de 2016 resultante da diferença entre o valor observado para o INPC em 2015 e a estimativa aplicada para o cálculo do reajuste do salário mínimo deste ano.
 
Na nota, o ministério observou que, no acumulado do ano, até novembro, o INPC está em 6,43%. Em razão de a inflação ter ficado menor em 2016 do que as previsões, ponderou a pasta, o reajuste do salário será menor do que o proposto na peça orçamentária.
 
Na mesma nota o Ministério do Planejamento informou que o reajuste do mínimo para R$ 937 deve gerar um incremento de R$ 38,6 bilhões nos salários dos brasileiros em 2017, correspondente a 0,62% do PIB.
 
Do G1
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»PB de Prêmios tem um Renault Logan zero quilômetro no quarto sorteio

»PM de Pilõezinhos inicia pagamento de servidores nesta quinta (23)

»PM de GBA paga servidor antes do carnaval; Veja tabela de pagamento

»CM de Guarabira pagou a servidores e vereadores nesta segunda (20)

»CÂMARA DOS DEPUTADOS APROVA NOVA FASE DA REPATRIAÇÃO E RETIRA PERMISSÃO DE ADESÃO A PARENTES DE POLÍTICOS

»FISCO PARALISA ATIVIDADES, LAMENTA FALTA DE DIÁLOGO E DIZ QUE O GOVERNO TEM CONDIÇÕES DE ATENDER REIVINDICAÇÕES

»RC anuncia pagamento de salários antes do Carnaval, lança Pacto Social de Desenvolvimento na PB e benefícios salariais para a PM

»Saque do dinheiro das contas inativas do FGTS começa em março, diz CEF

»CIDA RESTAURANTE! Prato do Dia para terça-feira. Clique aqui e confira!

»Funcionários de "O Boticário" em João Pessoa protestam em Praça contra salários atrasados

 
 
 
Editorial do dia

Estilo Neide de Teotônio

Presume-se não ser apenas pelo sobrenome, mas o estilo de administrar o Poder Legislativo guarabirense da atual presidenta Neide de Teotônio tem sido pautado por mais elogios que críticas veladas, tanto da parte dos servidores da Casa quanto dos parlamentares.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Santos
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas