Publicidade
|
Economia

Agências bancárias têm seu último dia útil de 2016 nesta quinta
29.12.2016 enviado às 10:09
Texto:
Atendimento bancário só volta no dia 02 de janeiro de 2017 (Imagem: Da Net)
BRASÍLIA (DF) - As agências bancárias de todo país terão seu último dia útil de 2016 nesta quinta-feira (29). A partir de sexta-feira (30), elas estarão fechadas ao público, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O atendimento volta ao normal no dia 2 de janeiro de 2017.
 
Segundo a Febraban, nesta quinta as agências bancárias irão abrir normalmente para atendimento ao público, possibilitando a realização de todas as operações bancárias solicitadas pelos clientes.
 
A Federação ressalta que as contas de consumo, como água, luz, telefone e TV a cabo, assim como os carnês que estiverem com vencimento nas datas em que as agências estiverem fechadas, poderão ser pagos no primeiro dia útil seguinte ao feriado (2 de janeiro de 2017), sem multa por atraso. A Febraban lembra ainda que os tributos já vêm com data ajustada em relação ao calendário de feriados.
 
Do G1
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»Temer retira servidores estaduais e municipais da reforma da Previdência

»Gás de cozinha fica em média R$ 4 mais caro a partir desta terça-feira

»Polícia Federal deflagra operação de combate a venda ilegal de carnes

»Na contramão do país, Estado da Paraíba fecha 1,1 mil postos de trabalho em fevereiro

»CIDA RESTAURANTE informa que retorna atividades na sexta (24)

»Fiscalização do Imeq-PB flagra postos de combustíveis lesando consumidores no Brejo

»TCE bloqueia contas de 25 prefeituras por não entregarem balancetes de janeiro

»REI DOS DISCOS! Ligue e saíba das ofertas para terça e quarta-feira

»NO BREJO DA PARAÍBA! Prefeito de Bananeiras contrata escritório contábil da família e sem licitação

»REI DOS DISCOS! Confira as ofertas para hoje e amanhã (sábado)

 
 
 
Editorial do dia

Luciano e a linha tênue de 2017 e 2018

Recém-eleito prefeito da maior cidade da Paraíba, já no primeiro turno, Luciano Cartaxo precisará exercitar toda paciência, cautela e bom senso para conviver com as obrigações com João Pessoa (que são muitas) e com os ventos naturais que sopram para uma candidatura ao Governo do Estado.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas