Publicidade
|
Religião

Autora de carta com denúncia contra Dom Aldo é inocentada
13.09.2016 enviado às 14:54
Texto:
JOÃO PESSOA (PB) - Foi absolvida da acusação de calúnia e difamação a cuidadora de idosos Mariana José Araújo da Silva, responsável pela redação de uma carta enviada ao Vaticano com denúncia de supostos relacionamentos homossexuais entre o ex-arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto e rapazes que frequentavam a Arquidiocese da Paraíba. A decisão foi publicada ontem e veio do juiz Hermance Gomes Pereira, da Câmara Criminal de João Pessoa. Ele julgou improcedente a ação movida pelo atual arcebispo emérito da Paraíba.
 
"A justiça apareceu. Nosso argumento era um só e foi acolhido pela Justiça de que o fato discutido na carta tem um laço probatório. Conseguimos juntar no processo vários outros elementos de prova que mostram que ela não inventou o assunto, como chegaram a dizer. E que também não foi uma atitude para injuriar, mas com o intuito de realizar uma denúncia sigilosa na Igreja Católica. Os fatos tanto eram verdade que o arcebispo teve que renunciar. Foi algo fundamentado", disse o advogado Iarley Maia ao ParlamentoPB.
 
O magistrado, ao analisar os autos, disse que a acusação não conseguiu comprovar o “dolo, a intenção deliberada, livre e consciente de atacar a honra subjetiva da vítima, no caso da injúria ou a honra objetiva, reputação, em caso de difamação”. Hermance Pereira explicou que a denúncia se restringe “a publicação em blogs de uma carta subscrita pela querelada (Mariana) onde são pedidas providências, em razão de suposto assédio sexual praticado pelo querelante (dom Aldo) e vários sacerdotes, contra homens e rapazes, até menores de idade, em locais diversos e até mesmo nas dependências de prédios da arquidiocese”.
 
Do ParlamentoPB
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»SÃO JOSÉ! Conheça um pouco da história do pai adotivo de Jesus

»REVOLUÇÃO NA IGREJA! Papa Francisco diz estar aberto a homens casados se tornarem padres

»TSE estuda bloquear influência de igrejas nas eleições

»Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz é nomeado Arcebispo da Paraíba

»Papa denuncia na Quarta-feira de Cinzas a “asfixia sufocante” do homem por seus egoísmos

»VATICANO JÁ ESTÁ COM LISTA TRÍPLICE PARA ESCOLHA DO NOVO ARCEBISPO DA PARAÍBA

»PF indicia pastor Silas Malafaia em inquérito da Operação Timóteo

»Evangélica quebra imagem de Nossa Senhora e causa revolta entre os católicos; Veja o vídeo

»Pastor Valdemiro Santiago, após sofrer facada no pescoço, pede doação de R$ 8 milhões a fiéis

»Apóstolo Waldemiro Santiago leva facada no pescoço durante culto em SP

 
 
 
Editorial do dia

Muita política, poucos resultados

Não fosse Francisco Sarmento um dos mais respeitados especialistas em recursos hídricos do País, conhecedor profundo do projeto da transposição do São Francisco do qual foi consultor, seria difícil acreditar na avaliação que fez em entrevista a Hermes de Luna, no “Debate” da TV Correio: por conta de problemas na obra, e mantido o atual ritmo de liberação, as águas só chegarão a Campina em cinco anos.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas