Publicidade
|
Religião

REALIDADE DA PB - Policial da PRF é assassinado a tiros em JP
26.07.2016 enviado às 16:30
Texto:
Vítima morreu no local e não chegou a ser socorrida (Imagem: O Cabuloso)
JOÃO PESSOA (PB) - Um policial aposentado da Polícia Rodoviária Federal foi assassinado a tiros na noite desta segunda-feira (25), na avenida Nossa Senhora de Fátima, no bairro da Torre, em João Pessoa. Antônio Carlos Maciel Pontes, 55 anos, atualmente trabalhava como corretor de imóveis e morava no bairro dos Bancários.
 
Notícia também pode ser lida pelo link: https://www.facebook.com/fatoafato/
 
Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, ele estava em um veículo modelo Volkswagen Fox, de cor prata, quando foi surpreendido por dois homens em uma moto. O carona teria efetuado vários disparos contra a vítima, que perdeu o controle do veículo e colidiu violentamente em um muro. As balas atingiram a cabeça e o ombro.
 
O policial morreu antes mesmo de ser socorrido, permanecendo sentado no banco do motorista e com o cinto de segurança ainda preso. A Delegacia de Homicídios da Capital já iniciou as investigações sobre o crime.
 
Do ClickPB
Compartilhe:
 
Comentários

Notícias Relacionadas

»SÃO JOSÉ! Conheça um pouco da história do pai adotivo de Jesus

»REVOLUÇÃO NA IGREJA! Papa Francisco diz estar aberto a homens casados se tornarem padres

»TSE estuda bloquear influência de igrejas nas eleições

»Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz é nomeado Arcebispo da Paraíba

»Papa denuncia na Quarta-feira de Cinzas a “asfixia sufocante” do homem por seus egoísmos

»VATICANO JÁ ESTÁ COM LISTA TRÍPLICE PARA ESCOLHA DO NOVO ARCEBISPO DA PARAÍBA

»PF indicia pastor Silas Malafaia em inquérito da Operação Timóteo

»Evangélica quebra imagem de Nossa Senhora e causa revolta entre os católicos; Veja o vídeo

»Pastor Valdemiro Santiago, após sofrer facada no pescoço, pede doação de R$ 8 milhões a fiéis

»Apóstolo Waldemiro Santiago leva facada no pescoço durante culto em SP

 
 
 
Editorial do dia

Muita política, poucos resultados

Não fosse Francisco Sarmento um dos mais respeitados especialistas em recursos hídricos do País, conhecedor profundo do projeto da transposição do São Francisco do qual foi consultor, seria difícil acreditar na avaliação que fez em entrevista a Hermes de Luna, no “Debate” da TV Correio: por conta de problemas na obra, e mantido o atual ritmo de liberação, as águas só chegarão a Campina em cinco anos.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas