Publicidade
|
Galeria de Fotos Horóscopo Novelas Vídeos Email: redacao@fatoafato.com.br
Empreendedor Entrevistas Email: redacao@fatoafato.com.br
Editorial
Judiciário versus Legislativo: da crise política à crise institucional
06.12.2016 enviado às 17:54
Texto:

Caríssimo leitor;
 
Quanto mais se mexe, pior fica. O confronto entre os poderes Legislativo e Judiciário só agrava o que já é ruim. Não bastasse o conflito entre Legislativo e Executivo que culminou com o impeachment e os seus tenebrosos efeitos, agora Congresso e Supremo Tribunal Federal se digladiam.
 
A guerra está deflagrada, agora de forma oficial e inequívoca. Ao recusar-se ao cumprimento da decisão monocrática do ministro Marco Aurélio de afastar o senador Renan Calheiros do comando da Casa, a Mesa Diretora do Senado chamou o Judiciário para a briga.
 
Antes, o gesto hostil estava restrito a Renan Calheiros que, num de seus arroubos, desqualificou magistrados da Operação Lava Jato reduzindo-os a “juizecos”, uma corruptela com solar intenção de rebaixar os seus algozes e reafirmar seu poderio.
 
A crise política no Brasil se assevera, ganhando perigosos contornos de embate institucional. Os poderes medem forças e esticam a corda. Como sempre, ela vai quebrar do lado mais fraco: o cidadão brasileiro.
 
Por Heron Cid (jornalista, editor do MaisPB)

Compartilhe:
 
Comentários
Confira também:

»A escolha dos sucessores

»Dos bicheiros ao PCC, onde está o Estado?

»O destino da Lava Jato

»A tese dos Paulino

»Luís Pequinês, um guarabirense

»O poder e a criminalidade

»Impossível não reclamar

»As regras para 2018

»PSDB e PSB de GBA juntos novamente?

»Ano bom, ano ruim

»Plantando na seca

»Sobre aplausos, breu e brilho

»Falta punição

»O péssimo exemplo do Tribunal de Justiça

»Compadrio e meritocracia

»A (in) sustentabilidade dos serviços, como os do INSS

»PEC 55: o voto a favor dos paraibanos e o efeito logo ali

 
 
Editorial do dia

A escolha dos sucessores

O STF não terá que decidir apenas o futuro da Lava Jato, mas nesta semana deve se pronunciar sobre a sucessão na Câmara dos Deputados, onde três candidatos disputam a cobiçada posição de 2° na linha sucessória da Presidência da República. Ao eleger seu novo Presidente, o Senado também estará indicando o 3° nessa ordem, mas sem confronto.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Santos
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Profº Jorge Lucena
Programa a Visão do Brasil
Mais Lidas