Publicidade
|
Galeria de Fotos Horóscopo Novelas Vídeos Email: redacao@fatoafato.com.br
Empreendedor Entrevistas Email: redacao@fatoafato.com.br
Colunista


Antonio Santos
Radialista, jornalista, poeta, editor de Fato a Fato, ex-diretor de jornalismo da GBA FM, ex-gerente das sucursais de A União e do Correio da Paraíba de GBA, ex-coordenador de Comunicação da PMG.
A quem interessar possa
09.05.2016 enviado às 01:20
Texto:

Amigo (a) internauta;
 
Assim como a direita golpista deste País, incluindo aí parte da imprensa feudal, está fazendo com a presidenta Dilma Rousseff, que se até tivesse comprado fiado na budega da esquina de sua casa, estaria sendo cassada de mesmo modo, sem cometer crime algum, seria de bom alvitre também que as autoridades, a justiça e a classe política atentassem para o péssimo serviço prestado pelas agências bancárias do País, sobretudo as de Guarabira.
 
Aqui na terra de Nossa Senhora da Luz, por exemplo, para o servidor, neste caso me refiro ao da Prefeitura de Guaraibra também, sacar seu suado salário teve, antes de pedir permissão, se humilhar e até rastejar ao Banco Santander, algo que fere todos os princípios da razão financeira e do direto do consumidor.
 
No pagamento do mês passado, além do desserviço aos clientes, o Santander praticou verdadeiro crime contra os servidores da Prefeitura de Guarabira, fazendo com que centenas e centenas de famílias não fizessem sua feira em dias normais porque o banco, alegando falha no sistema, desde a sexta-feira, dia 29 de abril, interceptou parte do salário dos funcionários do município.
 
O salário do trabalhador, conforme a Constitucional Federal, é inviolável. Ninguém, a não ser por ordem judicial, pode apoderar-se do vencimento de qualquer servidor, nem por um minuto, sequer durante três ou quatro dias, como fez o Banco Santander de Guarabira.
 
Se o sistema estava sem funcionar, e a esse respeito analiso como muita conversa fiada, que o banco resolvesse a liberação do pagamento dos servidores de outra forma. Se pagasse em espécie, inclusive, até por que foi comprovado que a Prefeitura de Guarabira depositou todo o dinheiro referente a folha do mês de abril.
 
Colocar a culpa somente no sistema, mas que sistema? Acho que há algo de muito estranho a esse respeito, até por que outras agências estavam funcionando em Guarabira, servindo a clientes e até pagando a funcionários de repartições públicas outras.
 
O que houve na verdade, sobretudo com o servidor da Prefeitura foi descaso, crime, inclusive doloso por parte do Santander de Guarabira. E o pior em tudo isso é que até agora a gerência do banco sequer deu ou emitiu uma nota sequer, tratando do assunto. 
 
Calou meus amigos e calada ainda está, feito culpado escondido do dolo que cometera.
E o mais inconcebível nisso tudo é que se trata ou se tratou de mais um desserviço prestado pelo Santander de Guarabira, outra vez tendo como público alvo alguns correntistas e dolosamente o servidor público do município.
 
Muitos e muitos servidores foram sacar seus proventos, mas não havia dinheiro na sexta-feira (29), no sábado idem, no domingo (primeiro de maio) o dia todo e na segunda-feira, dia 2, a situação de repetiu.
 
Não posso, nem devo, e até se minha santa avó (Dona Luiza – do alto de seus mais de 90 anos de idade) vier me pedir para abrandar tais críticas contra o Santander, eu não a atenderia. E ela, como é sábia, haveria de entender, sobretudo por que seu neto favorito foi vítima e continua sendo do péssimo serviço prestado pela agência de Guarabira.
 
Mas não vai ficar assim não minha vó! Espero que, com o alerta ora expresso através deste editorial, outra vozes se levantem e clamem por seus direitos, inclusive entrando no site www.santander.com.br, utilizando os aplicativos de consultas reclamações.
 
Como estar não pode ficar. Se ninguém cobrar seus direitos, inclusive junto as agências bancárias, elas vão continuar batendo recordes e recordes de lucros com seu dinheiro e prestando péssimos serviços, a exemplo do Santander, merecedor, em todos os sentidos, de uma severa punição.
 
TEMER FICHA-SUJA E INELEGÍVEL
 
Acabo de ler notícia no site UOL de decisão da PRE-SP dando conta da inelegibilidade, por oito anos e a contar do último dia 3 de maio, de Michel Temer. Condenado pelo TRE-SP por doações de campanha acima do limite legal, o vice-presidente da República é considerado ficha-suja. Como teve condenação por colegiado, Temer não poderia se candidatar a Presidência da República em 2018. Sinceramente, eu não acredito nisso!
 
CUNHA CAIU, MAS UM TANTO TARDE!
 
O estrago (golpe contra a democracia) já foi feito. O STF demorou em decidir pelo afastamento da Presidência da Câmara e a perda do mandato do deputado Eduardo Cunha. Mesmo com inúmeras provas em mãos, o Supremo deixou Cunha e seus comparsas (incluindo a Globo, o PSDB e parte do PMDB) sacramentarem o mais escroto e criminoso golpe contra o Estado Democrático de Direito. Agora é só esperar pelo fim ou o avante a 2018.
 
RICARDO SOZINHO NÃO DECOLA
 
Na Paraíba e já prevendo a campanha de 2018, Ricardo Coutinho teme ficar sozinho e não encontrar parceria política para a corrida ao Senado Federal. Sem o PMDB de Maranhão e o PSDB de Cássio, o “Mago” vai ter de provar que tem “bala da agulha” (voto). Esperto, declarou apoio à Dilma para não perder o apoio do PT-PB. No entanto, se a aliança PMDB-PSDB em solo paraibano for sacramentada, RC pode dançar, literalmente. 
 
DOIS CONTRA MARCELO BANDEIRA
 
Zenóbio Toscano continua vingativo como antes. E não perdoa quem o trai, por hipótese alguma. A prova são duas fortes e competitivas pré-candidaturas à Câmara Municipal, postas para derrubar a hegemonia de Marcelo Bandeira (PSB) na zona rural de Guarabira. Uma é a do professor Raimundo Macedo. Outra a de Josineide (Neide) Assunção (esposa do advogado Antonio Teotônio). Se Bandeira não se cuidar, fica “sem lenço, sem documento” mesmo, ou seja, sem mandato. Ou não.
 
ZÉ VICE DE FÁTIMA. SACRAMENTADO?
 
Acho que Zenóbio deve, urgentemente, procurar um novo vice para sua chapa. Após o almoço de Zé do Empenho (atual vice de ZT) com Roberto Paulino, não há dúvidas de que o saldo do encontro tenha sido a celebração de aliança entre PMDB/PRB. Falta saber se Zé será o vice de Fátima Paulino ou prefere ceder a vaga para outro e eleger seu filho (Michel do Empenho) vereador. Eu aposto na segunda hipótese. 
 
PETARDOS
 
DAVI CASSIMIRO Em Alagoinha, o nome de Davi Cassimiro começa a despontar como favorito para o pleito de prefeito desse ano. Parece que a candidatura de Alírio Pontes não decola, nem com turbina de avião.
 
ONILDINHO E LICARNa cidade de Araçagi, pela multidão que têm arregimentado para seus programas de rádios, a dupla Onildinho/Licar Monteiro tem se revelado a mais popular entre os postulantes à Prefeitura Municipal. Dizem que Didi Braz vai aderir aos dois. 
 
LUIS FLÁVIONo município de Pirpirituba, a candidatura de Luis Flávio (PMDB) a prefeito da cidade é vista como a mais popular. O candidato de Rinaldo Guedes vai amargar os erros da administração. A do PSB saiu do escritório só agora. 
 
PILÕEZINHOSNa terra dos fogos de artifícios, Nado Mendes acertou em cheio em repatriar Beto de Fausto para o PMDB. É reforço importante. Já Sandro Mendes aposta no desgaste da administração municipal para vencer o pleito. É jogo duro.
 
RANIEY E CUITEGIMesmo dizendo incentivar Chico Mala-PMDB (atual vice) a se candidatar a prefeito, o deputado Raniery Paulino disse apoiar a mesma chapa de 2012 com Guilherminho Madruga (PSB) postulando a reeleição. 
 
Um forte e sincero abraço a todos.
 
DA REDAÇÃO
 
Contatos com a coluna pelo e-mail: jornalistaasantos@gmail.com ou através do celular: 083 98880-3458



Compartilhe:
 
Comentários
 
Confira também:

»Lula, as pesquisas e os golpistas

»Homilia, Frei Damião e o comodato

»Lula vem aí

»Eles estão soltos

 
 
Editorial do dia

A partida de Marcelo, o “dom” da serenidade

Um engasgo na hora do jantar matou ontem à noite o arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Cavalheira, de 88 anos, aquele em quem nunca faltaram palavras para pregar o amor, a paz e a tolerância entre os homens.

Veja mais
 
Colunistas
Antonio Cavalcante
Justiça poética
Mais Lidas